terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Gardel

Uma anedota que escreveu Cortázar sobre Carlos Gardel refere-se a um diálogo contado por Alberto Girri.
Num cinema de bairro, exibem
Cuesta Abajo.
Um típico portenho aguarda o momento de entrar.

- Um conhecido, que passa de casualidade nesse momento o interpela desde a rua.
- Entras ao
biógrafo? Que vai a assistir?
- Uma do
mudo, respondeu.


Julio Cortázar, "La vuelta al dia en ochenta mundos", Siglo XXI Editores, 1967

Nenhum comentário: